Feira do livro 2010


Feira do Livro de Porto Alegre 2009 por Ivan <  Georeferred Pictures! >

Feira do Livro de Porto Alegre 2009

Fonte: http://www.flickr.com/search/?q=feira+do+livro+porto+alegre&z=e

Dia desses, na Feira do Livro, na Praça da Alfandega, estava peregrinando entre uma e outra banca quando escutei a frase: “Essa feira já devia ter acabado”, dizia um, com o que o outro, parceiro do primeiro, evidentemente concordava. “Em plena era da internet esse tipo de feira já ficou anacrônico!”. Fecha o pano. Fiquei lembrando de uma situação vivida há anos, quando fiz Pedagogia. A professora trouxe um texto que questionava justamente a possibilidade do livro vir a tornar-se um objeto de museu, na medida em que poderia ser engolido pelas novas tecnologias. A tarefa era a de que colocássemos nosso ponto de vista de modo textual, utilizando possibilidades argumentativas que justificassem a posição tomada. Me lembrei de tudo isso tão logo ouvi a frase acima. Continuo tendo a mesma opinião. O livro não é substituível. O texto pode até ser produzido em várias midias, mas o quase fetiche pelo livro, a dedicação – dedicar-se – pelo livro não é algo que possa se extinguir. Poderia ficar ainda um bom tempo falando sobre vantagens e desvantagens de se ler em uma tela de computador em contraste com a leitura feita em um livro, mas penso que, aqui e agora, não é o caso. De certo modo há um travo de ironia aqui, especialmente quando escrevo sobre as possibilidades de alcance de um livro e de uma mídia eletrônica.  Por que?

Ora, o BLOG DO BESNOS já ultrapassou 138 mil acessos e é bem mais do que provável de que não conseguiria tamanho alcance de leitores se não dispusesse de um blog. Hoje temos uma média de 300 leitores por dia, havendo picos positivos além de 400 acessos diários. No entanto não seria pela enorme satisfação pessoal que sinto por ter chegado a cada um dos meus leitores que me faria dizer que o livro um dia será dispensável, pois há todo um ritual, uma cumplicidade entre o livro e o seu apaixonado leitor. O livro tem um cheiro de aventura, ou de desejo, ou mesmo de desesperança, mas é um cheiro que evola de suas páginas, de suas histórias, de seus envolvimentos com as nossas próprias vidas e fantasias. Alguém consegue imaginar um notebook ou um netbook sendo lido por alguém sentado em um onibus lotado? Ou numa redinha? Talvez até possa, mas o contato físico do livro é fundamental.

Por outro lado, penso que o moço pós-moderno errou o peso da mão no seu palpite. Quantas pessoas tem acesso a um computador no Brasil? É bem verdade, não percamos de vista, que o nosso país é um dos campeões da internet, do acesso à web, mas temos, aqui, uma área continental. E, por falar nisso, uma feira de livros estimula justamente não apenas o consumo monetário de um livro, mas também a volúpia de uma capa bem feita, incentiva a leitura, nos mostra como podemos estabelecer uma relação de amor com os lugares do  mundo, com as narrativas e com os tempos passados e futuros que talvez só tenhamos noção através das viagens que os livros nos proporcionam. Ler é bem mais que apenas decifrar um código escrito, bem mais que tão-somente ler. É, de certo modo, nos tornarmos presa e caçador das emoções que nos varrem quando mergulhamos em um texto. E o objeto livro, para isso, é incomparavelmente mais interessante que qualquer mídia não impressa.

Finalizando: seja em Porto Alegre, em Paraty, em São Paulo, em Passo Fundo, em Buenos Aires, no Rio ou em alguma cidade das mais de quatro mil espalhadas somente pelo Brasil, em qualquer uma delas, sob qualquer circunstãncia e proporção, vivam todas as Feiras do Livro! 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s