E, afinal, quem mora em Bengala?


Bengala Ocidental é um estado da Índia, cuja capital é Calcutá. Junto com Bangladesh, o Estado forma a região linguístico-cultural de Bengala ou Bangla. Calcutá ou Calcutta ou Kolkata (em inglês) é a cidade capital do estado de Bengala (cerca de cinco milhões de habitantes), e integra um complexo em  uma área metropolitana com cerc a de 591 km quadrados. Alguns subúrbios tem uma população de mais de 100 mil pessoas, como Bhatpara, Kamarhati, Panihati, e outros.

Mas… quem mora em Bengala?

Madre Teresa de Calcutá morou!

Agnes Gonxha Bojaxhiu (Skopie, 26/08/1910— Calcutá, 05/09/1997), conhecida como Madre Teresa de Calcutá , foi uma missionária católica de etnia albanesa , nascida na capital da atual República da Macedônia e naturalizada indiana, beatificada pela Igreja Católica em 2003. Considerada, por alguns, a missionária do século XX, fundou a congregação “Missionárias da Caridade”, tornando-se conhecida ainda em vida pelo cognome de “Santa das sarjetas”.

E, afinal, quem mora em Bengala? Fantasma, o espírito que anda.

File:Salalovesphantom.jpg

[PhantomSavesDiana[4].jpg]

[PhantomisIntroducedtoReaders11.jpg]

Fantasma é um personagem de quadrinhos criado por Lee Falk, desenhado por Phil Davis e publicado, pela primeira vez em 17 de fevereiro de 1936, e é o primeiro a usar uniforme. Seus pais foram mortos por piratas Singh, e o herói, que não tem superpoderes, mas grandes habilidades mentais e físicas,  se dedicou então a  uma luta incessante contra o crime.

O Fantasma tem sua base na caverna da caveira, onde existem grandes tesouros e um livro, as Cronicas do Fantasma. A Caverna fica nas florestas de Bengala, que mistura partes da Índia e da África. O Fantasma é um clássico das histórias em quadrinhos e, como é mortal, tem uma linhagem própria, o que implica em que deve casar e ter filhos para perpetuar sua história.

Na selva, onde mora com os pigmeus Bandar, temidos por suas flechas envenenadas, ele é conhecido como O Caminheiro, O Espírito-que-Caminha ou ainda O Espírito-que-Anda, por ter sido visto por gerações de nativos das tribos Longo e Wambesi. Isto se dá por ter sido precedido por vinte gerações anteriores de combatentes do crime. Apenas Guran, o caricato chefe dos pigmeus, e a sua família conhecem a sua real condição de simples mortal. Vale a pena, para quem gosta, conhecer as histórias do Fantasma, o Espírito que anda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s