Noites de tardia espera


Aguardo por ti como um sonho que fica ali, delicado mas firmemente aguardando o momento de transpor o mural da consciência e impor sua presença como uma tormenta de fim de tarde. Talvez eu seja aguardado ou talvez isso não passe de uma vontade pessoal, a de que você me ame, nem que seja ali, naquela zona um pouco menos que inconsciente.

Desejos confirmam possibilidades de posses. Cultivo minhas tristezas como uma sede que somente você pode aplacar. De todo modo, independentemente da sua escolha, continuo aqui, esperando invadir seu sono. Ou a sua vida. Ou o seu desejo. Ou, menos que tudo isso, simplesmente espero aqui, em uma noite de tardia espera, em uma outra dimensão que se desdobra sobre o meu corpo e me mantém um pouco náufrago das minhas madrugadas.

Um iceberg cativo do frio que me corrompe e que me mostra a tua face, ainda um mistério que pesa sobre as minhas pálpebras. Bonne nuit.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s